17.9.08

Saindo do Armário (Autora: Drica)

A questão de "sair do armário" é bem complicada. No meu caso, eu fui arrancada dele. Desde tenra idade já sabia que gostava de meninas. Com meus 14 anos beijei a primeira e daí pra frente não larguei mais a fruta. O problema é que aos 17 anos, minha mãe, desconfiada que uma amizade estava "estranha", decide xeretar no meu armário e voilá! Eis que ela encontra uma carta da minha namorada na época contando tudo aquilo que ela precisava saber.
Resultado: barraco armado, choradeira, parte da família envolvida na sua intimidade, pessoas me chamando de anormal, etc.
Crime: Amar uma pessoa do mesmo sexo que você
Sentença: 6 meses de encarceiramento na solitária (quarto) e sessões na psicóloga até você querer estourar os miolos.
Acredito que a reação adversa aconteça com muitas de nós, já que a maioria das famílias não é nada receptiva. Um conselho para as navegantes de primeira viagem que ainda não aprenderam a nadar quando são jogadas do barco: Não desista nunca!
Apesar de não ter tanta experiência, já passei por muitas coisas na vida. Nessas horas de desespero, conte com o apoio dos amigos e mantenha a cabeça pra cima. As coisas podem não ser do jeito que você sempre sonhou, mas elas vão melhorando ao poucos. É só ter paciência e a cabeça no lugar.

Um grande beijo para todas vocês e muita força e coragem para navegar por esses mares tempestuosos!

Um comentário:

Nat;) disse...

É isso ai Dri!
Continue com esta sua força e garra atrás de seus objetivos! Tenho certeza que vc vai conseguir tudo que almeja!! Super beijo;)